Ads 468x60px

A saga de Street Fighter


Street Fighter, popularmente abreviado para SF, é uma popular série de jogos de luta na qual o jogador controla lutadores de diversas partes do mundo, cada qual com seus golpes especiais. A série é propriedade da empresa de jogos Capcom e teve seu primeiro jogo lançado em agosto de 1987. Não há como questionar a importância desta franquia na própria história dos games, sendo o principal nome que popularizou o estilo de jogos de luta. Se você tem seus 20 e poucos anos, teve sua infância marcada por hadoukens, shoryukens e muito mais. Abaixo vamos relembrar  a saga de Street Fighter ao longo do tempo.

Street Fighter

Street Fighter fez pouco impacto em seu lançamento. Para falar a verdade, muitos fãs sequer o conhecem, pois, a versão que se popularizou foi o Street Fighter 2 e muitos sequer acreditavam na existência do primeiro título do game. Porém seus controles eram inovadores, com 1 joystick e 2 botões hidráulicos, que dependendo da força davam potência diferente ao golpe. Como geralmente se batia com muita força, foram trocados pelos 6 botões que se tornaram tradição na série. O game acompanhava Ryu ou Ken , duelando com 10 lutadores de 5 países. O game introduziu os golpes especiais da Punho Ondulante (Fireball, Hadouken), Punho do Dragão Ascendente (Dragon Punch, Shouryuuken), e Chute Furacão (Hurricane Kick, Tatsumaki Senpuukyaku), que ficariam com Ryu e Ken pelo resto da série. Sagat, ainda sem a cicatriz no peito, é o chefe final do jogo. Os demais personagens são Eagle, Lee, Joe, Gen, Geki, Retsu, Adon, Mike e Birdie.

Street Fighter 2

Este foi o game que mudou a história dos jogos de luta. Um clássico digno de estampar o Hall of Fame pela sua tremenda importância. Inicialmente lançado como Street Fighter II: The World Warrior em 1991, SF II tornou-se um grande sucesso, popularizando o estilo de jogo. Controlando entre 8 jogadores (Ryu, Ken, Blanka, Zangief, Dhalsim, Guile, E. Honda, e Chun-Li, todos de países diferentes exceto os japoneses Ryu e Honda, e os americanos Ken e Guile), além de 4 chefes (Sagat, que aparecera no jogo original; Mike Bison, Balrog, e Vega). Por sinal, os três chefes "novatos" tiveram seus nomes alterados fora do Japão (o boxeador afro-americano era chamado M. Bison, parodiando Mike Tyson; para evitar processo, a Capcom rebatizou-o como Balrog, que era o nome do toureiro espanhol rebatizado Vega; que era o nome do chefe final, esse batizado como M. Bison). Esta versão número II de Street Fighter também conheceu o seu sucesso através de Trilhas Sonoras bem-trabalhadas desta vez, como a melodia inspirada em elementos chineses no estágio da Chun-Li e na melodia adaptada de guitarra do estágio do Guile, sendo que todos os sons do jogo são disponíveis para escuta nos menus iniciais do jogo; é possível inclusive encontrar versões realizadas por bandas fans na internet em piano e/ou guitarra, alguns até com letra (vocal) não-oficial. O jogo também inovou a forçar o protagonista viajar por diferentes países através de cenários locais, como os elefantes na fase do Dhalsim, elementos japoneses nos estágios de E. Honda e Ryu (mostrando cenários tipicamente orientais) e inclusive o interior brasileiro na fase relativa ao Blanka. Além de receber conversões para o Super NES (ajudando o console a vender no começo da década de 1990) e Commodore 64,IBM PC e Commodore Amiga, SF II recebeu novas versões: 

Street Fighter II': Champion Edition (1992), convertido para o Turbografx-16, Sega Mega Drive, e Sega Master System (produzido pela Tec Toy). Desta vez os 4 chefes, que eram personagens bloqueados na versão anterior, agora são personagens jogáveis. 
Street Fighter II' Champion Edition: versões Mx/RinboW e Acelerator (1992/1993). São versões Aduteradas do Jogo (umas até oficializadas) exclusivo para ACARDE, Nestas versões, você pode Mudar os personagens no meio do jogo, dar Mutiplas magias ou golpes no ar e pular as telas. Maioria era dos arcades estava na Ásia, e apesar de existir poucas máquinas desta série no BRASIL, era a mais famosa e jogada. 
Street Fighter II' Turbo: Hyper Fighting (1992), convertido para o SNES, e lançado para o Xbox Live Arcade do Xbox 360. Guile a atacar Blanka com um ataque especial (Somersault Kick) em Street Fighter II: The World Warrior (1991). 
Super Street Fighter II: The New Challengers (1993), que adicionava os personagens Cammy, Fei Long, T. Hawk e Dee Jay. Versões para Amiga, DOS, 3DO, Dreamcast, GBA, PlayStation, Sega Saturn, Mega Drive e SNES. 
Super Street Fighter II Turbo (1994), que adicionava o personagem Akuma alem de você poder escolher a velocidade do jogo. 
Hyper Street Fighter II: The Anniversary Edition (2003), edição especial comemorativa de 15 anos de Street Fighter, lançado para X-Box e PS2. 
O Hyper Street Fighter II: The Anniversary Edition (HSFII:TAE) reúne as cinco versões oficiais do SFII (The World Warrior, Champion Edition, Turbo/Hyper Fighting, Super e Super Turbo) numa 'hiper' edição que permite recriar um combate entre qualquer personagem de qualquer SFII. É, sem dúvida, uma retrospectiva de entretenimento inalterada, mas não existem muitos games da época do SFII que tenham permanecido tão fortes até os dias de hoje. Os elementos "novos" são a já referida possibilidade de escolher um personagem de cada versão, as músicas em versões Arrange (além das versões em CPS-1 e CPS-2) e versões em CPS-1 de músicas como a do Opening de Super Street Fighter II: The New Challengers e de lutadores surgidos somente a partir dessa versão (Cammy, Fei Long, Dee Jay, T. Hawk e Gouki) que não existiam até então. Será que o simples Guerreiro Mundial Ryu consegue derrotar o super peso-pesado Super Turbo Ken? Será que a Hiper Lutadora Chun-Li consegue ser melhor que a sua Super encarnação? Só existe uma forma de descobrir. Para evitar desigualdades evidentes, a Capcom manteve o equilíbrio de jogo de cada uma das edições, mas enquanto as personagens das edições mais recentes beneficiam de movimentos extra, os elementos das edições anteriores são bastante mais poderosos. Embora os não seguidores deste título possam ficar espantados com a excessiva onda de entusiasmo à volta deste game, para os fãs que seguiram o game ao longo dos anos representa uma oportunidade única. Desde então o melhor Street Fighter II já lançado até hoje. 
Super Street Fighter II Turbo HD Remix (2008), novo remake da Capcom, o jogo está todo redesenhado em alto definição e está disponível apenas Playstation 3 e Xbox 360. O jogo conta com toda jogabilidade original em gráficos novos desenhados pela UDON Comics e traz os 16 personegens originais de Super Street Fighter II Turbo e também o secreto Gouki.

Street Fighter 3

Street Fighter III fora lançado em 1997. Não teve tanto sucesso quanto o II. Na verdade, foi um fiasco para os padrões esperados para um Street Fighter. Ainda mais para o game que seria a seuência do SFUm dos motivos atribuídos foi pelo advento de jogos de luta em 3D como Tekken, e a ausência de muitos personagens famosos do jogo anterior. Foram lançadas três versões de Street Fighter III: 
Street Fighter III: New Generation (1997): Jogo lançado com 12 personagens, dos quais apenas Ryu e Ken já eram conhecidos. Os 10 personagens novos (9 lutadores e 1 chefe) são Sean, Oro, Dudley, Elena, Yun, Yang, Necro, Alex, Ibuki e Gill (o chefe). 
Street Fighter III: 2nd Impact - Giant Attack (1998): Segunda versão do jogo, trouxe algumas mudanças na jogabilidade e 3 novos personagens: Akuma (presente em outros jogos da série), Hugo (personagem original de Final Fight) e Urien. 
Street Fighter III: 3rd Strike - Fight for the Future (1999): Última versão do jogo, trouxe novamente mudanças na jogabilidade. Todos os cenários são novos, e o visual dos personagens foi renovado. Traz 5 novos personagens: Makoto, Remy, Twelve, Q e Chun-Li (presente em outros jogos da série). Nas versões para Playstation 2 e Xbox 360 é possível, através do menus "Extra Options", modificar a jogabilidade, deixando o jogo com o estilo desejado pelo jogador. As duas primeiras versões foram lançadas para o Sega Dreamcast como Street Fighter III: Double Impact(ou "W Impact"). A terceira versão fora lançada para Sega Dreamcast e incluida em Street Fighter Anniversary Collection para PlayStation 2 e Xbox.

Street Fighter Alpha

Street Fighter Alpha é uma subsérie, com 3 games. Na verdade tenta esclarecer os fatos que originaram a história do Street Fighter 2. O game recebeu o título de Street fighter zero no Japão, contudo, a história do game se passa depois do Street Fighter 1. Um erro. Abaixo veja os detalhes dos games desta subsérie: 
Street Fighter Alpha (1995), convertido para Game Boy Color, PlayStation, Sega Saturn e Windows. 
Street Fighter Alpha 2 (1996), convertido para PlayStation, Sega Saturn, SNES e Windows. 
Street Fighter Zero 2 Alpha (1996), convertido para PlayStation e Sega Saturn (na versão caseira - Street Fighter Alpha 2 Gold - , a personagem Cammy foi incluída no modo "Versus"). 
Street Fighter Alpha 3 (1998), versão de Arcade. Nas versões caseiras, atualização incluindo novos personagens (Guile, Dee Jay, T. Hawk, Fei Long, Evil Ryu e Shin Akuma) lançado para Playstation, Sega Saturn e Sega Dreamcast. Street Fighter Alpha 3 Upper (1999), versão de GBA incluindo mais 3 novos personagens (Maki, Yun e Eagle). 
Street Fighter Alpha 3 Max (2006), versão lançada para PSP que contou com mais uma atualização incluindo Ingrid nos personagens. Street Fighter Alpha Anthology (2006), compilação para o PlayStation 2.

Street Fighter EX

Street Fighter EX é uma subsérie com gráficos 3D, exclusiva de arcades, PlayStation e PS2. Fora apenas licenceada pela Capcom, sendo produzida pela japonesa Arika. Muito fãs simplesmente o detestaram. Era uma aberração para a realidade de Street Fighter. Gráficos poligonais? Game em 3D? Bem, foi uma tentativa de correr atrás do sucesso de Tekken, que desbancou Street Fighter e Mortal Kombat como game de luta favorito. Enfim, eu até gostava, mas os gráficos deixaram muito a desejar. Os games lançados neste estilo foram:
Street Fighter EX (1996)
Street Fighter EX Plus (1997)
Street Fighter EX Plus Alpha (1997)
Street Fighter EX 2 (1998)
Street Fighter EX 2 Plus (1999)
Street Fighter EX 3 (2000)

Street Fighter 4

Finalmente o game retomou seu rumo como fighting game de ponta. Durante o evento realizado em londres denominado "Capcom Gamers' Day 07", a Capcom anunciou entre vários títulos, que o tão esperado Street Fighter IV. Foi exibido inclusive um teaser em que Ryu e Ken se enfrentam. O jogo conta com gráficos 3D e gameplay 2D, este estilo de jogo sendo conhecido como "2.5D". Desta forma se poderia acrescentar tecnologia sem perder os laços com as origens da jogabilidade de Street Fighter. Todos os personagens da primeira versão Street Fighter II estão presentes. incluindo os chefes. Participam também cinco personagens novos, Abel, Crimson Viper, El Fuerte, Gouken e Rufus, na versão de casa também estarão presentes Dan Hibiki, da série Street Fighter Alpha, e Fei Long, também foi anunciado um novo personagem como chefe final, chamado Seth. Abel a atacar Ryu em Street Fighter IV (2008). Entre as novidades um modo online, animações no estilo anime contando a história dos personagens (na versão caseira, no arcade deverão usar apenas frames das animações). 


Super Street Fighter IV - Em 2010, foi lançado para Xbox 360 e Playstation 3, a continuação de Street Fighter IV, com novos cenários, personagens e muito mais atrativos ao jogo. Além de todos os personagens de Street Fighter IV, retornam T. Hawk, Dee Jay, (Super Street Fighter II - The New Challenges), Cody, Adon, Guy (Street Fighter Alpha 3) Dudley, Ibuki e Makoto (Street Fighter III - 3rd Strike) e fechando o novo título com mais dois estreantes na briga, Juri e Hakan. 
Super Street Fighter IV - Arcade Edition - O game lançado para os consoles domésticos, ganhou uma versão arcade em 16 de Dezembro de 2010 (no Japão), com algumas novidades. Entre as já divulgadas, são a inclusão dos "irmãos Lee": Yun e Yang, de Street Fighter III. Existe a expectativa do anúncio de mais 4 personagens. Em 2011, foi confirmado a presença dos irmãos Lee, e Evil Ryu, mais um personagem inédito: Oni, uma versão poderosa de Akuma, estilo Shin Akuma, de Street Fighter Alpha.

Além dos games onde interagem apenas os personagens de Street Fighter temos diversos crossovers que fizeram muito sucesso tais como X-men vs Street Fighter, Marvel vs Capcom, Capcom vs Snk, entre outros.
Abaixo relembre todas as apresentações dos games de Street Fighter de 1987 a 2010, na seguinte ordem:
1. "Street Fighter" (Capcom - 1987)
2. "Street Fighter II - The World Warrior" (Capcom - 1991)
3. "Street Fighter II' - Champion Edition" (Capcom - 1992)
4. "Street Fighter II' - Hyper Fighting" (Capcom - 1992)
5. "Super Street Fighter II - The New Challengers" (Capcom - 1993)
6. "Super Street Fighter II Turbo" (Capcom - 1994)
7. "Street Fighter Alpha - Warriors' Dreams" also known as "Street Fighter Zero" (Capcom - 1995)
8. "Street Fighter Alpha 2" also known as "Street Fighter Zero 2" (Capcom - 1996)
9. "Street Fighter EX" (Capcom/Arika - 1996)
10. "Street Fighter III - New Generation" (Capcom - 1997)
11. "Street Fighter EX Plus" (Capcom/Arika - 1997)
12. "Street Fighter III 2nd Impact - Giant Attack" (Capcom - 1997)
13. "Street Fighter Alpha 3" also known as "Street Fighter Zero 3" (Capcom - 1998)
14. "Street Fighter EX 2" (Capcom/Arika - 1998)
15. "Street Fighter III 3rd Strike - Fight for The Future" (Capcom - 1999)
16. "Street Fighter EX 2 Plus" (Capcom/Arika - 1999)
17. "Hyper Street Fighter II 15th - The Anniversary Edition" (Capcom - 2003)
18. "Street Fighter IV" (Capcom/Dimps/Criware - 2008)
19. "Super Street Fighter IV Arcade Edition" (Capcom/Dimps/Criware - 2010)

Um comentário:

Edg disse...

faz parte da minha infância
www.kerojogos.com.br
tem uns jogos do street fighter

Publicidade

Acompanhe-nos por e-mail